expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Isabel Santiago contradiz-se: Governo Santomense move-lhe queixa-crime por um infundado inquérito sobre álcool em crianças – Ela mesma se desmente. - Nov - 2017 - De acordo com a autora, foi utilizada uma amostra de 2.064 de crianças e jovens no âmbito escolar e aplicou-se um inquérito aos estudantes do 8.º ano ao ensino superior, no ano letivo 2014/2015, - Agora vem dizer: A especialista entrevistou mais de 16 mil alunos do ensino público e o estudo se baseou em uma mostra de 12%.

.
Jorge Trabulo Marques - Jornalista e investigador

Isabel Santiago, à esquerda, em Junho passado, no cortejo do  Solsticio 2019 - Chãs - Foz Côa - Lá lhe arranjamos depois uma túnica para  melhor se enquadrar - E até acabou por fazer um bom papel com a leitura de poetas santomenses

Palavras de Rute Norte, a jovem portuguesa que percorreu  550 Km em bicicleta  por trilhos caminhos  e estradas e conviveu com centenas de pessoas nos mais recônditos lugares. "Relativamente à minha experiência, eu não me deparei com ninguém embriagado, nos meus passeios de bicicleta. Nunca vi crianças beber álcool.
Estou a aguardar para ver se aparecem mais informações sobre esse estudo. Gostaria de ver o estudo completo, aliás. 
– 
Resposta da  ciclista portuguesa Rute Norte à minha pergunta -  que  fez ao todo 550 km de bicicleta nas duas ilhas: 205 na ilha do Príncipe e 345 na ilha de São Tomé. Sendo o seu estilo de viagens lento, com muitas paragens e conversas pelo caminho ... sem pressas. Leve-leve. Esta expressão “leve-leve” é típica de São Tomé e Príncipe, e significa “suavemente, sem pressas”. Sem esforço desnecessário. Pedalar com calma. Vai leve-leve, dizem-me, acenando-me com um sorriso. Vou sim, vou leve-leve.” – Disse Rute Norte. - Vinte e nove dias não foram suficientes. Mas a maior parte do país ficou vista – e bem vista, com toda a calma. https://bttlobo.com/ciclista-portuguesa-rute-norte-fez-550-km-de-bicicleta-sozinha-por-sao-tome-e-principe/


Além de algumas fotos de  autoria de Rute Norte, aqui editadas ,  não perca outros pormenores das suas minuciosas observações, mais à frente   - De uma corajosa mulher que já percorreu de bicicleta e sozinha vários países orientais. 

UMA DONA BRANCA  NASCIDA NO EQUADOR  SANTOMENSE MAS TALVEZ MAIS CURTIDA EM PASSEATAS PELOS TRÓPICOS DE OUTRAS PARAGENS 

De facto, pelo que veio a confirmar-se,  tinha fundamento em classificar, de atoarda,  o apregoado inquérito de Isabel Santiago: não retiro uma palavra: 

Imagem de Rute Norte 
"S. Tomé e Príncipe - Atoardas  - “As crianças bebem “mais álcool do que leite” – Estudo de duvidosa  credibilidade - Mais uma noticia  exagerada e de promoção pessoal de quem passa mais tempo a viajar fora de que dentro do pais onde diz ter nascido – Nas sorridentes crianças,  destas maravilhosas Ilhas, há muitas carências mas não as bebedeiras de outros países – Portugal, o terceiro consumidor de vinho, de entre “Os 20 principais países desta bebida por  adulto: 1º  Luxemburgo; 2º 9.43 France; 3º  8.38 Portugal: 4ªl 7.16 Itália" - http://www.odisseiasnosmares.com/2020/01/s-tome-e-principe-atoardas-as-criancas.html

Sempre muita oportuna para a boa pose 

Esta senhora doutora, com a sua aparência de vedeta teatral ou cinematográfica, que surge frequentemente nas páginas do jet set portuguès, com o seu discurso de marketing,  poses  sempre bem ensaiadas e de oportunismo verbo, sabe muito bem promover-se -  E a movimentar-se, a seu belo prazer  nos media,  também estes geralmente àvidos de noticias vistosas ou sensacionalistas.

Pessoalmente, também fui das pessoas que lhe cheguei a dar crédito e a tecer elogios neste e noutro  site  - Sobretudo  quando me apareceu, muito desempoeirada, desportiva e voluntariosa,   em Junho passado na celebração do solstício, que eu organizo na minha aldeia - Onde foi a surpresa da tarde

 De facto,  é  dinâmica e prestável em muitas  das suas iniciativas, que se envolve, tendo sido já designada pela diocese, como  Embaixadora de Boa Vontade e missão das Caritas”. intelectualmente,  parece-me ser dotada de boa formação académica mas, tenho vindo a ficar desiludido, desejaria que não fosse esta a impressão a sobrepor-se. -

E confesso que até me custa trazer esta questão a público, esperando não ser injusto - Mas faço-o por achar que o seu procedimento, além de me parecer infundamentado, é extremamente atentório à imagem das tão amorosas crianças santomenses. 

Mas, pelos vistos, a sua avidez de dar nas  vistas,   de saltar para a ribata dos titulos da imprensa, é de tal maneira feroz e insaciável, que, pelo que depreendo, creio que hoje só lhe dará crédito  quem  não prestar o mínimo de atenção às suas manobras, fitas  e contradições - 



Imagem de Rute Norte - Primeira Comunhão

Imagem de Rute Norte - Onde está o alccól? 







Há muitas donas brancas em todo o lado  mas  nem todas têm a inocência ou ostentam os sorrisos das crianças santomenses - ,  Servindo-se da boa fé alheia e cada qual jogando ao seu estilo,  fazendo malabarismos e jogos à sua maneira.   Cada qual com a sua perspicácia e sentido de oportunismo

  - Num meio pequeno,  onde muito poucos dispôem do seu nivel de vida, como é STP , pelos vistos, tem sabido aproveitar-se da boa fé de algumas personalidades santomenses, a nível politico, de acordo com os ventos que sopram,  saber posicionar-se  para não ficar na cova da onda  - No entanto,  supnho que alguns  já terão constatado da sinuosidade dos seus lances e  ficado desiludidos.  

"Apanha-se mais facilmente uma mentira  que um coxo” – Governo move queixa-crime contra Isabel Santiago por um infundado inquérito sobre álcool em crianças

São-Tomé, 07 Jan ( STP-Press ) – O governo de São Tomé e Príncipe decidiu mover uma queixa-crime contra Isabel Santiago por “danos irreparáveis a imagem do País” como consequência de um “infundado” inquérito,  dando conta que “ crianças são-tomenses bebem mais álcool do que leite”,  informou hoje o porta voz do executivo, Adelino Lucas, Secretário de Estado para Comunicação Social.

Num comunicado lido a imprensa, Adelino Lucas, sublinhou que o governo “exige que a mesma peça desculpas pública aos são-tomenses, principalmente as inocentes crianças e anuncia que face a gravidade da situação, vai apresentar uma queixa-crime contra a senhora Isabel Santiago por danos irreparáveis a imagem do País e dos seus habitantes” http://www.stp-press.st/2020/01/07/governo-move-queixa-crime-contra-isabel-santiago-por-um-infundado-inquerito-sobre-alcool-em-criancas/

FLAGRANTES CONTRADIÇÕES -   RECORDAMOS A OBSERVAÇÃO QUE EDITAMOS NO PASSADO DIA 3 NESTE SITE  "CRIANÇAS TOMAM MAIS ÁLCOOL DO QUE LEITE EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE”  Diz “a  pesquisadora Isabel de Santiago, com o mesmo exagero das afirmações que propalou  em  Nov de 2017  – Foi esta a nossa observação, no passado dia

Imagem de Rute Norte 
Esta a nossa pergunta: - Alguma vez ela entrevistou  a quantidade de alunos, que reza a noticia?  “A especialista entrevistou mais de 16 mil alunos do ensino público e o estudo se baseou em uma mostra de 12%. A conclusão é que cerca de 58% dos meninos e 43% das meninas em idade escolar consomem álcool. “Como viajo muito para o país, um dia decidi percorrer todas as comunidades para tirar fotos e investigar essa informação, de que os jovens de São Tomé e Príncipe bebiam muito”, contou ao repórter Marco Martins, da redação portuguesa da RFI. https://epoca.globo.com/mundo/criancas-tomam-mais-alcool-do-que-leite-em-sao-tome-principe-diz-pesquisadora-24168626


Bastaria confrontar estas afirmações com as que fez à Lusa, em Nov  de 2017  para se observar que ela mesma se contradiz;

De acordo com a autora, foi utilizada uma amostra de 2.064 de crianças e jovens no âmbito escolar e aplicou-se um inquérito aos estudantes do 8.º ano ao ensino superior, no ano letivo 2014/2015, com "total apoio" do Ministério da Educação, Cultura e Formação são-tomense. https://www.jn.pt/lusa/estudo-inedito-em-africa-mostra-que-criancas-e-jovens-sao-tomenses-bebem-em-excesso-8949559.html

Imagem de Rute Norte 
VEJAM-SE ESTAS AFIRMAÇÕES DA DITA INVESTIGADORA - COMO VIAJO MUITO PARA O PAÍS, UM DIA DECIDI PERCORRER TODAS AS COMUNIDADES PARA TIRAR FOTOS E INVESTIGAR ESSAS INFORMAÇÕES, QUE OS JOVENS DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BEBIAM MUITO”, DISSE AO REPÓRTER MARCO MARTINS, DE PORTUGAL. REDAÇÃO DA RFI.o .https://www.time24.news/2020/01/children-drink-more-alcohol-than-milk-in-sao-tome-and-principe-says-researcher-long-live-you.html

DEPOIS VEM DIZER QUE O ESTUDO FOI MANDADO FAZER POR UM INQUÉRITO NACIONAL    - MALABARISMOS -   AO   CONFUNDIR CUIDADOS E PREVENÇÕES COM UM INQUÉRITO FORJADO NOS GABINETES E CONTRADITÓRIO  - Naturalmente, que o projeto de pesquisa, não podia deixar de ser bem acolhido por quem tem responsabilidades na educação e terá acreditado nas  boas intenções da douta investigadora – 


Imagem de Rute Norte 
Mas nem sequer o apregoado estudo foi realizado no governo a que alude   - Isabel de Santiago refuta as acusações e recordou que o processo foi autorizado pelo atual primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus, em novembro de 2013, enquanto ministro da Educação do Governo então liderado por Gabriel Costa, tendo sido recolhidos nesse ano e no seguinte os dados para o inquérito nacional.

Isabel de Santiago recordou que os resultados do estudo foram publicados a 13 de maio de 2015 e «entregues todos os relatórios» ao então ministro da Justiça, Roberto Raposo, do Governo liderado por Patrice Trovoada (2014-2018).https://www.abola.pt/nnh/2020-01-07/sao-tome-e-principe-isabel-de-santiago-refuta-acusacoes-governo-poe-em-causa-a/823051

Foto de Rute Norte
ENTÃO POR QUE MOTIVO SÓ DOIS ANOS DEPOIS É QUE VEIO COM ESTA NOTICIA? – Porque, naquela altura, a dita investigadora estava em maré de atacar Patrice Trovoada e convinha-lhe não perder o barco 

28-11- 2017  - “Estudo inédito em África mostra que crianças e jovens são-tomenses bebem em excesso”  -  Mas nesta noticia também nunca se falou que as crianças bebem mais álcool de que leite -  De acordo com a investigadora, que tem nacionalidade portuguesa e são-tomense, os resultados apontam para que 58% dos rapazes e 43% das raparigas tomam bebidas alcoólicas excessivamente e frequentemente.

Fotos do autor deste site

De acordo a autora, foi utilizada uma amostra de 2.064 de crianças e jovens no âmbito escolar e aplicou-se um inquérito aos estudantes do 8.º ano ao ensino superior, no ano letivo 2014/2015, com "total apoio" do Ministério da Educação, Cultura e Formação são-tomense.
Segundo s investigadora, nos jovens de entre 15 e 18 anos, "entre 39% e 46% bebem excessivamente e frequentemente", enquanto nos jovens com mais de 19 anos "há uma percentagem superior a 63%" Excerto https://www.jn.pt/lusa/estudo-inedito-em-africa-mostra-que-criancas-e-jovens-sao-tomenses-bebem-em-excesso-8949559.html

Com o autor deste site
Tal como referimos, em S. Tomé e Príncipe, o alcoolismo, é raro nos adolescentes, que se preocupam mais em colher frutos e improvisar brinquedos. 

Conheço bem a realidade de S. Tomé e Príncipe, muito antes da dita investigadora ter nascido:  - Nestas ilhas, não se vêm crianças cambaleando  embriagadas ou por excesso de magreza e desnutrição, como se vêm no resto de África   - Mesmo sofrendo de enormes  carências,  sobretudo de vestuário e de medicamentos, por via do elevado índice de pobreza, num pais fértil, onde tudo se produz de quase tudo mas onde a média do salário minino ronda os 40 a 50 euros mensais -  O mau é saber-se para onde se escoam os apoios de milhões.



Do autor deste site
Não  são as crianças que mais consomem o álcool – Além de não terem dinheiro para o comprar: até mesmo o de palmeira, têm o seu preço. O que se veem, frequentemente, é subir aos coqueiros para apanhar uns cocos para lhe beberem o saboroso leite deste fruto: e, quando vendem alguns cocos, não cremos que seja para o estoirarem em álcool.



Rute Norte 
RUTE NORTE – A PORTUGUESA QUE PERCORREU 550 KM DE BICILETA E A PÉ AS ILHAS DE S. TOMÉ E PRINCIPE –  NÃO CONSTA QUE NOS TIVESSE  MOSTRADO  CRIANÇAS ALCOOLIZADASE -  ENTROU EM MUITOS LARES E CONVIVEU COM MUITA GENTE. "

De facto, não consta nas suas minuciosas crónicas, tão profusa e belamente ilustradas, que se houvesse  referido aos disparates descritos pela dita investigadora Isabel Santiago – Mas deparou com alegres e amáveis sorrisos de muitas crianças, de jovens e idosos. E até de as ter visto e fotografado na acrobática dança da capoeira.



Rute Norte -A portuguesa que quis conhecer a vida santomense

EM S. TOMÉ, OS BOATOS TÊM MAIS FORÇA DE QUE AS BOAS NOTICIAS  “ . PALAVRAS DE UMA DAS SUAS INTERESSANTÍSSIMAS CRÓNICAS - "Esta menina (ou senhora) de tshirt branca ficou muito espantada por eu andar sozinha na bicicleta. Perguntou-me se não tenho medo. Disse-me que ela própria tem medo, que aqui matam as mulheres que encontram sozinhas na floresta. Matam as mulheres? – perguntei-lhe. Sim! – respondeu ela. Perseguem-nas e matam-nas!




Rute Norte - Por  trilhos e caminhos 

Ela parecia muito assustada e convincente, não me pareceu estar a brincar, e disse que eu sou muito corajosa. Bom, eu nunca ouvi falar em tamanha violência em São Tomé e Príncipe. Não andam assim a matar as pessoas, por aqui. Sobre os índices de criminalidade, os únicos dados disponíveis, fidedignos, são das Nações Unidas e referem-se a 2011: 3,4 homicídios por 100.000 pessoas¹. A população anda em 2019 pelos 205 mil habitantes. Não há dados mais recentes. Angola tem 4,8 (2017). Cabo Verde 11,5 (2016). EUA 5,4 (2016). Portugal 0,6 (2016).
Quem quiser consultar mais países basta ir ao link na bibliografia no final desta página.
Rute Norte - em amável convivência 
No último relatório da UNODC (United Nations Office on Drugs and Crime), de 2019, São Tomé e Príncipe nem consta. O relatório mais atualizado – e relativamente fidedigno – que se encontra na internet é do OSAC – Overseas Security Advisory Council, dos EUA. É de 2019 e reza assim:
Há um risco mínimo de criminalidade em São Tomé. Crimes violentos direcionados a estrangeiros ou turistas não são frequentes. O crime mais comum relatado pelos estrangeiros é o roubo de itens não acompanhados. Crimes como roubo, furto de carteiras e invasão armada de casas ocorreram nas ilhas, principalmente nas férias de inverno. O roubo de carteiras é predominante nos mercados, nas ruas ou perto de hotéis.
Imagem de Rute Norte -  Dança da Capoeira 
Os acidentes de trânsito são um dos maiores perigos para os visitantes. Tenha extremo cuidado, tanto como condutor quanto como pedestre. O controlo de excesso de velocidade e de condução imprudente tem sido historicamente inexistente, embora isso possa estar a mudar. Alguns visitantes da ilha de São Tomé relataram que a polícia tem reprimido condutores sem carta. Ainda assim, os riscos nas estradas incluem pouca iluminação das ruas, falha dos condutores em obedecer aos sinais de trânsito, falta de passagens de pedestres, gado e animais selvagens nas estradas, veículos em movimento lento, camiões grandes, condutores inebriados e paragens irregulares de táxis, motos e outros veículos. Existem apenas alguns quilómetros de estradas pavimentadas na ilha do Príncipe; as condições são semelhantes às encontradas em São Tomé. https://rutenorte.com/sao-tome-e-principe/550-km-de-bicicleta-sozinha-29-dias-078/
. https://rutenorte.com/sao-tome-e-principe/550-km-de-bicicleta-sozinha-29-dias-080/



EM S. TOMÉ VÊM-SE SORRISOS NOS ROSTOS DAS CRIANÇAS E NÃO  AS  BARRIGAS DE BALÃO OU TOLDADAS PELO ÁLCOOL - Como na maioria dos países de África.


NA LISTA DOS 20 PRINCIPAIS PAÍSES COM MAIOR CONSUMO DE VINHO  PER CAPITA  - PORTUGAL OCUPA A 3ª POSIÇÃO -  “Os 20 principais países com maior consumo adulto per capita específico de bebidas, Portugal

Bebedeiras de trambolho no Chiado, em Lisboa
 Porque não falar das grandes bebedeiras que apanham os jovens nas noitadas do Bairro Alto e nas discotecas, espalhando garrafas de cervejas pelas ruas e copos por todo o lado. Essas imagens não se vêm em S. Tomé e Príncipe.

De entre  “Os 20 principais países com maior consumo de vinho por  adulto, Portugal ocupa a 3ª posição: 1º  Luxembourg     9.43 France 8.38 Portugal        7.16 Italy    6.99 Croatia 6.42 Switzerland 6.23 Argentina     5.63 Spain  5.07 Bermuda       4.95 Greece 4.78 Denmark         4.57 Austria 4.47 Hungary       4.47 Uruguay       4.35 Germany      3.38 Romania         3.37 Chile   3.25 French Polynesia    3.10 Bulgaria

Gabon https://www.greenfacts.org/en/alcohol/figtableboxes/table4.htm

Nenhum comentário :