expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sexta-feira, 3 de janeiro de 2020

S. Tomé e Príncipe - Atoardas - “As crianças bebem “mais álcool do que leite” – Estudo de duvidosa credibilidade - Mais uma noticia exagerada e de promoção pessoal de quem passa mais tempo a viajar fora de que dentro do pais onde diz ter nascido – Nas sorridentes crianças, destas maravilhosas Ilhas, há muitas carências mas não as bebedeiras de outros países – Portugal, o terceiro consumidor de vinho, de entre “Os 20 principais países desta bebida por adulto: 1º Luxemburgo; 2º 9.43 France; 3º 8.38 Portugal: 4ªl 7.16 Itália.


Jorge Trabulo Marques - Jornalista  e investigador

Imagem de Rute Norte -  Dança da Capoeira na Roça Uba Budo não é bebedeira 


EM S. TOMÉ VÊM-SE SORRISOS NOS ROSTOS DAS CRIANÇAS E NÃO  AS  BARRIGAS DE BALÃO OU TOLDADAS PELO ÁLCOOL - Como na maioria dos países de África.



"CRIANÇAS TOMAM MAIS ÁLCOOL DO QUE LEITE EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE” – Diz “a  pesquisadora Isabel de Santiago, com o mesmo exagero das afirmações que propalou em Nov de 2017.


Alguma vez ela entrevistou  a quantidade de alunos, que reza a noticia?  “A especialista entrevistou mais de 16 mil alunos do ensino público e o estudo se baseou em uma mostra de 12%. A conclusão é que cerca de 58% dos meninos e 43% das meninas em idade escolar consomem álcool. “Como viajo muito para o país, um dia decidi percorrer todas as comunidades para tirar fotos e investigar essa informação, de que os jovens de São Tomé e Príncipe bebiam muito”, contou ao repórter Marco Martins, da redação portuguesa da RFI. https://epoca.globo.com/mundo/criancas-tomam-mais-alcool-do-que-leite-em-sao-tome-principe-diz-pesquisadora-24168626

COMO VIAJO MUITO PARA O PAÍS, UM DIA DECIDI PERCORRER TODAS AS COMUNIDADES PARA TIRAR FOTOS E INVESTIGAR ESSAS INFORMAÇÕES, QUE OS JOVENS DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BEBIAM MUITO”, DISSE AO REPÓRTER MARCO MARTINS, DE PORTUGAL. REDAÇÃO DA RFI.o .https://www.time24.news/2020/01/children-drink-more-alcohol-than-milk-in-sao-tome-and-principe-says-researcher-long-live-you.html

O  mesmo exagero  do costume:  Declarações que não vem  acrescentar  nada de novo,  que já não tivesse afirmado, há três anos, então encaradas como decepcionantes, exageradas e não credíveis por quem conhece a realidade.

De volta e meia, surgem as mesmas noticias e com a mesma proveniência: de uma tal  investigadora, sempre muito dada ao jet-set,  e desejosa de aparecer na ribalta e dar nas vistas em tudo o que toque a visibilidade social.


Bastaria confrontar estas afirmações com as que fez à Lusa, em Nov  de 2017  para se observar que ela mesma se contradiz;

De acordo com a autora, foi utilizada uma amostra de 2.064 de crianças e jovens no âmbito escolar e aplicou-se um inquérito aos estudantes do 8.º ano ao ensino superior, no ano letivo 2014/2015, com "total apoio" do Ministério da Educação, Cultura e Formação são-tomense. https://www.jn.pt/lusa/estudo-inedito-em-africa-mostra-que-criancas-e-jovens-sao-tomenses-bebem-em-excesso-8949559.html

QUEM DERA À MAIORIA DOS PAISES DO MUNDO, RECEBEREM OS  ESTRANGEIROS  COM TÃO AMÁVEIS SORRISOS E SEM A VIOLÊNCIA QUE PERCORRE AS DEMAIS  SOCIEDADES 

Rute Norte -A portuguesa que quis conhecer a vida santomense

A melhor maneira de tornar as crianças boas, é torná-las felizes.... Disse Oscar Wilde. Mas as crianças de São Tomé já são boas e amáveis por natureza – O que é preciso é não as deixar passar fome - Os brinquedos sabem como improvisá-los o que não conseguem improvisar é quando lhes falta quase tudo em casa e, para se alimentarem, só indo à floresta à procura de banana, da jaca  ou de fruta-pão. Mesmo assim, suportando as maiores carências, abrem-se em rasgados sorrisos ao visitante, com a mesma simplicidade com que vivem o dia a dia. Nunca regateiam um sorriso de alegria e de calorosa inocência mesmo que não sejam correspondida



Confesso que já  lhe teci rasgados elogios, que, na circunstância,  me pareceram justos, corajosos e adequados,  crente da boa fé das suas palavras,  porém, a avaliar por algumas das suas   posições públicas, de que tenho tido conhecimento,  sou levado a crer serem mais orientadas na mira de buscar protagonismo ou  promoção pessoal, de que a um trabalho sério  e aprofundado. 

- De facto,  é  dinâmica e prestável em muitas  das suas iniciativas, que se envolve, tendo sido já designada pela diocese, como  Embaixadora de Boa Vontade e missão das Caritas”. intelectualmente,  parece-me ser dotada de boa formação académica mas, tenho vindo a ficar desiludido, desejaria que não fosse esta a impressão a sobrepor-se. 

Em S. Tomé e Príncipe, o alcoolismo, é raro nos adolescentes, que se preocupam mais em colher frutos e improvisar brinquedos. 
Conheço bem a realidade de S. Tomé e Príncipe, muito antes da dita investigadora ter nascido:  - Nestas ilhas, não se vêm crianças cambaleando  embriagadas ou por excesso de magreza e desnutrição, como se vêm no resto de África   - Mesmo sofrendo de enormes  carências,  sobretudo de vestuário e de medicamentos, por via do elevado índice de pobreza, num pais fértil, onde tudo se produz de quase tudo mas onde a média do salário minino ronda os 40 a 50 euros mensais - E para onde se escoam os apoios de milhões?

Não  são as crianças que mais consomem o álcool – Além de não terem dinheiro para o comprar: até mesmo o de palmeira, têm o seu preço. O que se veem, frequentemente, é subir aos coqueiros para apanhar uns cocos para lhe beberem o saboroso leite deste fruto: e, quando vendem alguns cocos, não cremos que seja para o estoirarem em álcool.


RUTE NORTE – A PORTUGUESA QUE PERCORREU 550 KM DE BICILETA E A PÉ AS ILHAS DE S. TOMÉ E PRINCIPE –  NÃO CONSTA QUE NOS TIVESSE  MOSTRADO  CRIANÇAS ALCOOLIZADASE -  ENTROU EM MUITOS LARES E CONVIVEU COM MUITA GENTE. 

Rute Norte - em amável convivência 
Não consta nas suas minuciosas crónicas, tão profusa e belamente ilustradas, que se houvesse  referido aos disparates descritos pela dita investigadora Isabel Santiago – Mas deparou com alegres e amáveis sorrisos de muitas crianças, de jovens e idosos. E até de as ter visto e fotografado na acrobática dança da capoeira.
Como é do conhecimento público, Rute Norte fez ao todo 550 km de bicicleta nas duas ilhas: 205 na ilha do Príncipe e 345 na ilha de São Tomé – Mesmo não tendo aqui nascido, creio que, nos vinte e nove dias, em  por aqui palmilhados, por estradas, caminhos e trilhos do mato,  conquanto pense que não foram suficientes para o que desejaria que fosse, mesmo assim, considera a maior parte do país ficou vista – e bem vista, com toda a calma e tranquilidade . E até nos lugares mais isolados:  "Em todas as roças encontrei muita gente, crianças a brincar, animais” – Se bem que, numa delas, lhe parece ter encontrado apenas um habitante “Mas aqui estive quase vinte minutos com tudo deserto. E aparentemente este homem é o único habitante agora presente.
Rute Norte
Despeço-me do Eca e parto às 11h20. Ainda estive 1h20 em Uba Budo Velho, uma hora a conversar com o Eca. Nem dei conta do tempo passar. Disse-me que me levaria um sap-sap – um fruto que eu ainda não provei – bem como um ananás e um mamão, cerca das 17h de 2ª feira. Hoje é sábado. Tenho que deixar indicações no restaurante da Nelta, para o identificarem, quando chegar.
Foto de Rute Norte
(..) O Eca teve um discurso perfeitamente inteligente, sério, sensível. Se me dissessem que ele estudou na universidade, que era médico ou engenheiro, um homem culto, e que decidiu abandonar tudo e vir viver para aqui, eu acreditava. https://rutenorte.com/sao-tome-e-principe/550-km-de-bicicleta-sozinha-29-dias-080/

NO RESTO DE ÁFRICA É BEM MAIS GRAVE 

 "O uso de álcool na África do Sul (SA) está aumentando. A Organização Mundial da Saúde (OMS) declara que a SA é a terceira maior população de bebidas na África, com a maior taxa de síndrome alcoólica fetal do mundo.” Estima-se que a idade média para começar a consumir álcool seja de 13 anos para meninas e 11 anos para meninos” – Referem estudos.

Igreja do Ebrioso da África do Sul, onde os bêbados celebram missas em bares são batizados com cerveja "Louvar o Senhor com Libação" é o lema da muito pouca ortodoxa sul-africana. A Igreja do Ministério Internacional da Biritagem empresa o nome da palavra tswana "gabola" para "bebida", e incentiva os membros da congregação a beber durante o culto. https://www.mdig.com.br/index.php?itemid=42781

NA LISTA DOS 20 PRINCIPAIS PAÍSES COM MAIOR CONSUMO DE VINHO  PER CAPITA  - PORTUGAL OCUPA A 3ª POSIÇÃO -  “Os 20 principais países com maior consumo adulto per capita específico de bebidas, Portugal

Bebedeiras de trambolho no Chiado, em Lisboa
 Porque não falar das grandes bebedeiras que apanham os jovens nas noitadas do Bairro Alto e nas discotecas, espalhando garrafas de cervejas pelas ruas e copos por todo o lado. Essas imagens não se vêm em S. Tomé e Príncipe.

De entre  “Os 20 principais países com maior consumo de vinho por  adulto, Portugal ocupa a 3ª posição: 1º  Luxembourg     9.43 France 8.38 Portugal        7.16 Italy    6.99 Croatia 6.42 Switzerland 6.23 Argentina     5.63 Spain  5.07 Bermuda       4.95 Greece 4.78 Denmark         4.57 Austria 4.47 Hungary       4.47 Uruguay       4.35 Germany      3.38 Romania         3.37 Chile   3.25 French Polynesia    3.10 Bulgaria
Gabon https://www.greenfacts.org/en/alcohol/figtableboxes/table4.htm



07-01-20- ATUALIZAÇAO – Afinal, tínhamos razão  - Governo move queixa-crime contra Isabel Santiago por um infundado inquérito sobre álcool em crianças http://www.stp-press.st/2020/01/07/governo-move-queixa-crime-contra-isabel-santiago-por-um-infundado-inquerito-sobre-alcool-em-criancas/


Nenhum comentário :