expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quinta-feira, 9 de abril de 2020

Coronavírus em 52 países africanos – Em São Tomé Principe, nenhum dos quatro casos positivos tem sintomas da enigmática doença - Mas não façam das duas ilhas uma gaiola de alienados - Ministro da saúde já veio tranquilizar a população – Prevenir, sim, mas não entrar na paranóia global – Mantenham as entradas aéreas e marítimas encerradas com o exterior, reforcem as medidas sanitárias e a limpeza urbana para se evitarem outras doenças Por toda a África, mais de 11.400 casos, 574 mortes, 1.405 recuperações. África do Sul e Egipto, os mais afetados

Jorge Trabulo Marques - Jornalista




A ansiedade e o pânico em massa Coronavírus provoca pânico e racismo- Diz Robert T Muller  - Referindo que “os meios de comunicação de todo o mundo têm relatado o coronavírus compartilhando atualizações ao vivo e mapas em tempo real que acompanham o número de infecções e mortes em todo o mundo. Além disso, especialistas estão competindo para publicar artigos de código aberto e compartilhar pesquisas importantes. Essa enxurrada de notícias negativas, rumores de mídias sociais on-line e uma resposta crescente do governo trouxeram uma ansiedade crescente à psique pública. De fato, a ansiedade e o pânico em massa se espalharam rapidamente https://www.psychologytoday.com/us/blog/talking-about-trauma/202003/coronavirus-anxiety-fuels-panic-and-racism

NO RESTO DE ÁFRICA A ESTATÍSTICAS  TÊM OUTRAS LEITURAS -

Baía de Ana Chaves - O lixo que desemboca do Água Grande 
Angola – 19; Burkina Faso – 414: Cabo Verde – 7;República Democrática do Congo – 180; Egipto - 1.560;  Guiné Equatorial – 18; Gana – 313; Costa do Marfim – 384; Quênia – 179; Maurícia - 273
Marrocos - 1.275; Moçambique – 17; Ruanda – 110; Senegal – 244; África do Sul - 1.845;, Tunísia – 628


E assim vai a a vida das populações em Angola
A maior epidemia é ver lixo neste estado em S. Tomé 
Existem mais de 11.400 casos confirmados de coronavírus em todo o continente, com vários países africanos impondo uma série de medidas de prevenção e contenção contra a propagação da pandemia.



De acordo com os dados mais recentes da Universidade John Hopkins e do Centro de Controle de Doenças da África no COVID -19 na África, o colapso permanece fluido à medida que os países confirmam os casos como e quando. Toda a África tem casos crescentes, com apenas dois países aguardando até 8 de abril .https://www.africanews.com/2020/04/09/coronavirus-in-africa-breakdown-of-infected-virus-free-countries/



NÃO DEIXEM NAUFRAGAR AS DUAS JANGADAS DE PEDRA COMO TÊM ACONTECIDO AOS BARCOS DESLEIXADOS

Numa rua de S. Tomé
O governo são-tomense, além de ter suspendido a entrada de voos aéreos, salvo os que transportarem material hospitalar, decidira também, a suspensão de ligações entre as ilhas de São Tomé e do Príncipe, suspensão das visitas aos hospitais, horário único na função pública e no comércio, ativação do centro de isolamento hospitalar, entre outras medidas. – Com o devido respeito, entendemos que, haver qualquer contágio, este só poderá ser externo, pelo que, desde que se evite essa possibilidade, não achamos que seja necessário agravar a intranquilidade nas populações.

 .

Veio agora o Ministro da Saúde Edgar Neves, anunciar, numa entrevista em directo no telejornal da televisão Santomense, anunciou que as 4 pessoas que tiveram resultado positivo nos testes realizados no Gabão, não apresentam até o momento qualquer sintoma do Covid-19.

«Não têm sintomas nenhuns. Podemos tranquilizar, e não significa que estamos descansados, mas tranquilizar, que neste momento não podemos catalogar as pessoas como doentes», referiu o ministro.

Não sendo doentes, os 4 indivíduos identificados pelo laboratório de Franceville como estando infectados com o novo coronavírus, nem sequer foram hospitalizados. https://www.telanon.info/politica/2020/04/08/31483/os-4-casos-de-covid-19-identificados-pelo-laboratorio-do-gabao-nao-apresentam-quaisquer-sintomas-da-doenca/


Nenhum comentário :