expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

terça-feira, 28 de abril de 2020

Covid-19 - No convívio fratermo com o mais fiel amigo


 Jorge Trabulo Marques


Neste mundo incerto e confuso em que mais perguntas
do que as respostas que te oferecem às tuas dúvidas
Nas horas de fraqueza em que porventura te sintas vacilar
Não te importes de deixar circular o silêncio à tua volta!
Cada dia, que raia, é sempre um novo dia de luz e vida
Conforta a tua alma em plena paz e liberdade de espírito!
Ou então busca refugiar-te junto daquele teu fiel amigo,
Que nunca te fará perguntas incómodas e estará de olhar
sempre ao teu lado e sempre, dando os afetos que precisas
não te exigindo mais que mero alimento ou côdea em troca

 

Nenhum comentário :