expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sábado, 9 de maio de 2020

São Tomé - Falecimento do Prof. François Abel Lopandza - Natural do Congo, mas que São Tomé e Príncipe adotara como um dos seus filhos por via da sua dedicação ao ensino do francês e ao desporto - A sua norte causou profunda consternação,- Que tem sido expressa nas redes sociais.

Jorge Trabulo Marques - Jornalista 

François Abel Lopandza -Chegou a S. Tomé, como cooperante, nos primeiros anos da independência - Era casado com a santomense Maria Mandinga Lopandza, com a qual  teve 3 filhos e formou uma escola dedicada ao ensino de francês, que serviu de referência a  várias gerações,



"Considerado mestre dos  mestres, decano dos antigos professores cooperantes do Congo-Brazaville.  perdeu a vida na madrugada de sexta feira 8 de Maio, vítima de uma paragem cardíaca


 "O francês falado e escrito por muitos santomenses da geração do Téla Nón, chegou a merecer reconhecimento de entidades estrangeiras como sendo de boa qualidade.  Algumas individualidades estrangeiras questionavam sobre a origem da escola de língua francesa, que tais santomenses frequentaram. Alguns pensavam ter sido uma universidade de língua no estrangeiro." - Diz Abel Veiga  

Estes outros  dos sentimentos expressos nas redes sociais : Hoje o meu dia começou com uma triste notícia.Faleceu o pai do Malembé.

Todos nós sabemos que um dia partimos para a eternidade. Todos nós sabemos. Mas quando chega o dia de partida fica sempre uma imensa tristeza.


"Hoje o céu recebeu uma estrela. Meu Padrinho pai François. Um Professor, que formou muitos professores. Custa-me saber que no mês de Dezembro no Natal foi a minha última convivência contigo Papy. Falta-me palavras para descrever, o quão representavas na minha vida. Sempre soubeste do meu amor por ti. Foram muitos anos de convivência com essa família. O vosso lar sempre foi o meu berço. Obrigada por teus ensinamentos papy. Palavras de consolo nas horas difíceis! Obrigada pelo seu carinho e atenção.... Está a doer muito em saber que, deixaste o seu berço.....Essa expressão vai ficar tatuado no meu coração e na minha mente. "Alors ma fille ça vá"?? 



Um dos fundadores da equipa mais famosa de futebol 5 em S.Tomé Príncipe.
Patriarca da grande família Malembé.

Uma grande parte da história da minha vida se cruza com a história de Malembé.
Momentos de alegria, de stress, de angústia e de amor que começava lá no prédio, em frente a casa do François, Mr le professeur e quase sempre terminava lá, depois dos jogos.

É impossível falar de Malembé sem falar de François. É impossível falar de bons momentos de futebol 5 em STP, sem falar de Malembé. O nome de François caminhou em paralelo com o nome de Malembé.

Mr le professeur, o seu nome será sempre lembrado. Lembrar-me-ei de si sempre, como sempre. "Le Petit" du malembé est mon amour.

Quero apresentar a família Lopandza os meus mais profundos sentimentos de pes




Nenhum comentário :