expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sábado, 18 de julho de 2020

Convid a escutar os acordes de asceder à silenciosa harmonia do espaço universal

JORGE TRABULO MARQUES - JORNALISTA



Vive a Vida, Não a Confines aos Desatinos. Amplia o Espaço Vital do Dia ou da Noite - Não o suprimas  aos ínvios desígnios da matéria física e temporal - Maravilha-te na Harmonia e na Plenitude de seres uma ínfima partícula no Milagre da Inteligência Universal - De noite ou do dia, se olhares o firmamento, verás que todo o espaço, que se abrirá ao teu olhar, é infinitamente libertador e não é confinado por limites - Reserva algum espaço do teu pensamento e da tua intimidade para uns breves momentos de reflexão ao teu retiro espiritual: - por forma a projetares, em dinâmica e fecunda claridade, o interior luminoso da tua alma, que é a única faculdade que te poderá distinguir na suprema obra da Criação Divina





Fotos de minha autoria

Poeta António Ramos Rosa e Agripina C.Marques
"Quero regressar; quero retomar iniciais caminhos
onde a emoção é guia: em espanto. Quero reiterar
percurso em descoberta. sendas que acendem 
a clareiras solares oferecidas em generosidade
à incerteza do andar. Quero reaver o sentido da marcha
até ao espaço amplo: natural vocação do caminhar.
Quero tomar-me de excesso; fundir olhar e terra
intensa; nele reflectira vibração das águas;
ser o mesmo horizonte ilimitado. Quero exultar!
Expandir o som em sopro: suster o alento. Obstar
à dispersão. Quero recolher o excesso no excesso
recôndito nos bosques: onde acolher a silaba inicial."


Agripina Costa Marques
Do livro "Instantes.

"Do diálogo. Da harmonia dos acordes
essa forma de silêncio que respira: 
calorosa vaga de ritmo sereno
que na escuta se dilata. Porque a voz
em uníssono toma do silêncio
o atributo: não sendo supressão
 do som nem dele a ressonância
é do seu equilíbrio a plenitude.
Respiração do mundo na íntima
pulsação como num todo em movimento
único de extensão libertadora:
acto vital de  inspirar e de expirar."

Agripina Costa Marques

Do livro "Instantes.

Nenhum comentário :