expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

S. Tomé e Príncipe – Não matem este paraíso! - Nos tentáculos da droga e do crime internacional organizado - Comandante-Geral da Policia e da Ordem pública, lança o alerta no 41º aniversário da Instituição, afirmando que o país tem “organizações criminosas a células que atuam em países estrangeiros – Discurso na Presença do Pres. da República, M. Pinto da Costa, mas com o Primeiro-ministro, Patrice Trovoada, ausente há três semanas no estrangeiro.


Por Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e Análise 

A cerimónia, não contou com a presença do Primeiro-Ministro, Patrice Trovoada, que, desde o dia seguinte às eleições, 8 de Agosto, partiu para Lisboa, com a sua comitiva e amigos para – segundo se diz- além de ir festejar a eleição do candidato Evaristo Carvalho, que também o teria acompanhado, distribuir convites para a grande festarola da tomada de posse, que se anuncia para o dia 3 na Praça da Independência, à margem da Constituição, que defende que "O Presidente da República eleito toma posse perante a Assembleia Nacional, no último dia do mandato do Presidente da República cessante ou, no caso de eleição por vagatura, no oitavo dia subsequente ao dia da publicação dos resultados eleitorais."


«STP tem “organizações criminosas com ligações a células que actuam em países estrangeiros”»


A noticia é veiculada  pelo Téla Nón, referindo que “ a denúncia e o alerta nacional foram feitos pelo Comandante Geral da Polícia Nacional nas celebrações no último sábado 27 de Agosto,  no seu discurso por ocasião do 41º aniversário da institucionalização da Polícia Nacional




(...) O Super Intendente Samuel António, chamou a atenção das autoridades nacionais para o fenómeno do terrorismo que ameaça devastar o mundo e fez saber que São Tomé e Príncipe não está imune. Ao terrorismo juntam-se outras ameaças como o trafico de drogas e de seres humanos, reforçou o Comandante Geral da Policia Nacional.

«A sociedade são-tomense compadece actualmente com a presença de organizações criminosas com ligações a células que actuam em países estrangeiros», denunciou o Super Intendente Samuel António.

O Chefe da Polícia Nacional, prosseguiu. «Importa referir que o perfil do homem são-tomense está a mudar, pelo que é cada vez mais notória a presença de são-tomenses envolvidos em situações de crime organizado».


Uma sociedade em mutação e marcada segundo a polícia pelo aumento da criminalidade. «Uma sociedade onde acentua-se a degradação dos valores morais e civilizacionais com repercussão para o aumento do crime, pondo em causa a autoridade do Estado e o normal funcionamento das instituições democráticas», frisou o super intendente. – Excerto da noticia de Abel Veiga«STP tem “organizações criminosas com ligações a células que actuam em países estrangeiros”»



«


Aeroporto Internacional de São Tomé e Príncipe – Manhã ensolarada de 3 Março -  Imagens do regresso  de Luanda do  Presidente Manuel Pinto da Costa,  onde tomara parte nas cerimónias fúnebres de Lúcio Lara –  Pormenores em  http://www.odisseiasnosmares.com/2016/03/presidente-da-republica-manuel-pinto-da.html


Antes de lhe relatarmos o episódio que presenciámos, em Novembro de 2014, a que já nos referimos neste site, convirá refletir no seguinte: 

Droga e Corrupção – Dois dos maiores flagelos da sociedade atual – Mas em toda a parte:  - Não há paraíso terrestre onde não  existam –  exceto nos paraísos fiscais, onde tudo é legal. 

Porém, enquanto a corrupção se instala em jogos de cumplicidades por  corredores e gabinetes, usando os meios mais sofisticados,  pelo contrário, os tentáculos da droga, esses, podem estender-se a céu descoberto, a qualquer hora do dia ou da noite, em todos os lugares, em  toda a parte, onde haja um viciado, há trafico assegurado.

Maio 2015 - A Polícia de Investigação Criminal(PIC) de São Tomé e Príncipe a acredita que o consumo elevado de drogas esteja na origem da onda de criminalidade que assola o país. – Obviamente, que um fenómeno acompanha o outro – E há que  procurar atalhar os dois males, dada a sua estreita promiscuidade. Polícia de São Tomé e Príncipe diz que droga está na origem do aumento da criminalidade 

São Tomé e Príncipe na rota do tráfico de droga

Maio de 2013  - O tráfico e os toxicodependentes estão a aumentar em São Tomé e Príncipe. No início da semana, as autoridades incineraram drogas no valor de meio milhão de dólares. É o primeiro sinal enérgico no combate ao problema  - São Tomé e Príncipe na rota do tráfico de droga | São Tomé ...

ARMADO EM EMPRESÁRIO  - FAZIA VIAGENS CONSTANTES - 

Há que denunciar e combater, sem contemplações, os traficantes estrangeiros que vêm a estas maravilhosas ilhas, perverter a sua juventude, levando-a ao consumo de droga, à perdição do seu futuro, ao desmembramento dos seus laços familiares e a colocarem em risco a segurança e o tradicional ambiente pacífico destas ilhas paradisíacas. 


Foi em Novembro de 2014 - Mas penso que o caso não perdeu atualidade:  

Português “empresário” fazia desta ilha o paraíso dum contínuo vai e volta  para encontros com o gang da Ponta Mina, que atua com um  falso elemento da autoridade – Logrou escapar-se num voo da STP, após grande confusão com aquele grupo e elementos da sua “rede” à porta da pensão onde se hospedava – Depois de ter ficado sem 4000 mil euros, computador e telemóvel  e ter sido forçado a pedir dinheiro emprestado –



 De nacionalidade portuguesa,  fazia-se habitualmente passar  por um homem de negócios. A nós declarara-nos que abandonara a profissão de advogado para se dedicar a investimentos em S. Tomé, com empresários locais. -  Só naquele ano, fez dezenas de voos na STP Airways..  

Segundo as últimas informações que pudemos recolher, em video, junto da proprietária da pensão onde o "empresário português" se hospedava, temos a confirmação de  que, desta vez, os "negócios" lhe terão saído furados, dado ter tentado comprar a liamba ao  grupo de Ponta Mina . 

As declarações que nos prestou baseiam-se no  que ouviu de pessoas que lhe vieram relatar os factos, dado ter estado ausente da sua hospedagem, na altura em que se travou a violenta discussão seguida de agressão, entre os traficantes e o português. - 

Um grupo de traficantes, perigoso e organizado, que habitualmente se faz passar por um agente policial disfarçado, ao qual entregou a importância de 4000 mil euros, mais um computador e o telemóvel para compra de venda e revenda de liamba aos seus distribuidores, que o acompanharam de Lisboa. -  Só que, desta vez, fizeram-lhe  a folha: teve que dar o que tinha e não tinha. Tendo sido forçado a pedir dinheiro emprestado. 

Quem não quer problemas não se mete neles. 

São Tomé  é uma ilha segura e de gente carinhosa e pacífica. Não há rosto que não exprima um sorriso afável e  não é forçado. Pois é  tão natural como o das suas maravilhosas paisagens. A gasolina é mais barata  que em Portugal. Nos mercados encontra-se de tudo e a todos os preços. Com menos de dois euros é possível almoçar num restaurante do Povo. O que é preciso é ter alguma atenção é com os picantes.  Mas também só os aceita quem quer. As roças já não são o que foram e nem tão pouco  de uns quantos mas do Povo - E  não faltam recursos ao estender da mão. - 

São Tomé – Droga e Corrupção, poderão comprometer a paz e o futuro tranquilo das Ilhas –  Eventual traficante disfarçado de empresário  fazia desta ilha o paraíso de  vai e vem – Em voos regulares numa das companhias aéreas 

GRANDE CONFUSÃO À PORTA DA ESTALAGEM, SITUADA NA ZONA DE PONTA MINA, ONDE SE ENCONTRAVA  HOSPEDADO  - 

Pormenores em  http://www.odisseiasnosmares.com/2016/04/sao-tome-droga-e-corrupcao-poderao.html



Nenhum comentário :