expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

MÁFIA GLOBAL VIRADA PRÓ GOLFO DA GUINÉ – Petroleiros apanhados em flagrante delito transferindo combustível nas águas territoriais, 160 vezes maiores que as ilhas, cobiçadas por redes mafiosas, em cumplicidades com altas esferas internas, que logram recurso de pesada indemnização do Tribunal Arbitral de Haia - Estanha Gravação, difundida sete meses depois para entalar ex-ministro Gabriel Costa e advogado - Atual PM, Patrice Trovoada, em vez de assegurar meios judiciais de defesa do seu país ou pugnar por acordo pacifico, atira-se ao governo anterior que se esforçou por fazer cumprir as leis – Guiné-Bissau nas mãos da droga e S. Tomé e Príncipe nas da Pirataria Marítima

Por Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e Análise 
(post atualizado) 


MÁFIA DOS PETROLEIROS COM  SENTENÇA FAVORÁVEL DO TRIBUNAL ARBITRAL DE HAIA – DÁ  RAZÃO ÁS PRETENSÕES DO GOVERNO DE MALTA, que noutra instância poderá  exigir pesada indemnização – Estranha Gravação mar-terra Difundida sete meses depois da apreensão dos petroleiros por jornalista da confiança de Patrice Trovoada, para entalar Gabriel Costa e o advogado Guilherme Posser da Costa 

O Tribunal Arbitral reconheceu que o petroleiro Duzgit Integridade não tinha a autorização prévia que eram exigidas pela legislação nacional de São Tomé para realizar a transferência STS pretendida. Considerou, por unanimidade, que as medidas tomadas por São Tomé em 15 de Março de 2013 - a detenção do navio, solicitando o mestre  para explicar as circunstâncias, e impondo o IMAP bem - caíram bem dentro do enquadramento  legal das suas leis

No entanto, o Tribunal considerou, por maioria, que as outras sanções impostas por São Tomé - a prolongada detenção do capitão e do navio, as sanções monetárias e apreensão de toda a carga - quando considerados em conjunto, não poderia ser considerado como proporcional  - Desse modo, decidiu, igualmente, por maioria que Malta tinha o direito de exigir reparação em relação a alguns dos pedidos em uma fase posterior deste arbitragem - Pormenores mais à frente 

Petroleiros apanhados em flagrante delito - Transferindo combustível de um para o outro .Março 2013 - De novo em foco

VIERAM DESCULPAR.SE QUE A CAUSA FOI A CORRENTE QUE OS ARRASTOU PARA AS ÁGUAS TERRITORIAIS SANTOMENSES
"A batalha legal entre as duas nações começou depois de as autoridades de São Tomé e Príncipe terem apreendido, em Março de 2013, o navio “Dugzit Integrity”, de 7 800 toneladas, e detido o capitão da embarcação ao largo da costa são-tomense depois de uma alegada tentativa de inviabilizar uma trasfega de combustível.

O incidente ocorreu quando o petroleiro confiscado se aproximou do navio “Marisda Melissa”, registado nas ilhas Marshall, para transferir cerca de 1 500 toneladas de combustível, bem como vários tipos de equipamento. http://www.transportesenegocios.pt/tribunal-de-haia-condena-sao-tome-em-disputa-com-malta/

GOVERNO DE PATRICE TROVOADA - INVIABILIZOU  ACORDO PACIFICO DO GOVERNO ANTERIOR  - DEIXANDO  O CASO À MERCÊ DOS LOBOS  

-10/04/2014  São Tomé e Príncipe e Malta pretendem resolver litígio sobre os petroleiros   São Tomé e Príncipe e Malta assumiram o compromisso de resolver de forma pacífica o litígio que opõe os dois países, relativo ao caso dos navios petroleiros.....A afirmação foi avançada à PNN pelo Primeiro-ministro santomense, Gabriel Costa, que se encontrou com o seu homólogo maltês, Joseph Muscat, em Bruxelas, à margem da cimeira União Europeia-África, «uma cimeira de aprofundamento das relações entre os nossos dois continentes».

«Encontrei, da parte do senhor Primeiro-ministro de Malta, toda a receptividade e nós assumimos o compromisso de encontrar uma via para a solução pacífica do litígio que nos opõe», afirmou o Chefe do Governo santomense, que pediu o encontro com o Primeiro-ministro de Malta
.
São Tomé e Príncipe e Malta pretendem resolver litígio sobre os ...

PATRICE TROVOADA EM VEZ DE AMEAÇAR COM PROCESSO AO MP CONTRA OS RESPONSÁVEIS DA ACÇÃO, DEVERIA ERA PUGNAR PELA RESOLUÇÃO DO COMPROMISSO PACÍFICO ASSUMIDO COM O GOVERNO DE MALTA

Através de um dos escribas, correspondente na VOA, instalados na RDP-África, que faz trabalhos ao mesmo tempo para a TVS, veio a saber-se que O actual Primeiro-ministro do arquipélago, Patrice Trovoada, lamenta a forma como o governo de Costa geriu este caso, que deve seguir para o Ministério Público antes do início das negociações com as autoridades de Malta com vista ao pagamento da indeminização, cujo valor ainda não está estipulado, mas estima-se que seja bastante alto. http://www.voaportugues.com/a/sao-tome-multa-petroleiro/3504199.html



É inconcebível, que, um Primeiro-Ministro, sim,  que um Empresário misterioso, que passa a maior parte do tempo fora do seu país, em negócios que deixam mais dúvidas que certezas, em vez de ter assegurado meios financeiros de  defesa a uma injusta condenação de um Tribunal Internacional, sim, em vez de dizer à opinião pública que STP iria recorrer  da injusta decisão, a veio indiretamente aplaudir, dizendo que é uma pena porque serão os Santomenses a pagar, dando o facto como consumado

Mas será que também por aqui andarão luvas encapotadas, com ramificações  externas, tal como quando se compram edifícios ou se fazem outras negociatas por um certo preço e depois vão ser inflacionadas por outros, com prejuízo  do erário público  para gáudio dos bolsos de  oportunistas  privados? – Quem lucra com tamanhas negligências e irresponsabilidades 


ESCRIBAS SANTOMENSES  E ESTRANGEIROS AO SERVIÇO DOS SEUS DESÍGNIOS DE PATRICE – INVENTADA GRAVAÇÃO DAS CUMPLICIDADES NAS MÃOS DE UM DOS SEUS  EMISSÁRIOS NOS MEDIA   -  PARA TRAMAR GOVERNO ANTERIOR


18/10/2013  Pois, vejam esta afirmação: - "A Voz da América teve acesso a dois registos de Muito estranha esta coincidência: Como é que uma suposta gravação - sete meses depois - vai parar às mãos de um jornalista da confiança de Patrice Trovoada? – Facto que, a ser verdade, só poderia vir a confirmar que, realmente, havia cumplicidades internas com externas, que ultrapassavam o então poder vigente - Até porque não é a várias milhas da costa e fora das vistas das autoridades santomenses que a lei permitiria estas habilidades. 18/10/2013 Pois, vejam esta afirmação: - A Voz da América teve acesso a dois registos de conversação entre a cabine do comandante do Duzgit Integrity e os oficais da marinha de São Tomé, onde se ouve o oficial santomense a responder afirmativamente a solicitação do piloto-mor para se fundear e proceder a operação de transbordo com o Marida Melissa. São Tomé: Gravação da conversa entre Duzgit Integrity e Capitania ..

JUSTIÇA DA ALTA ELITE MUNDIAL AO LADO DOS PODEROSOS  





02/03/2016 - Segue em anexo um comunicado de imprensa emitido hoje pelo Tribunal Permanente de Arbitragem relativo à Duzgit Integridade Arbitragem (A República de Malta v. A República Democrática de São Tomé e Príncipe). - Na fila de trás, da esquerda para a direita: Ms. Rita Guerreiro Teixeira (PCA Intern Legal), o Sr. Ruud Niesink (Co-agente e advogado de São Tomé e Príncipe), o Sr. Guilherme Posser da Costa (Procurador de São Tomé e Príncipe), Ms. Juliette Luycks ​​(Co-Agent e O advogado de São Tomé e Príncipe), o Sr. James Harrison, Ph.D (Assessor Jurídico São Tomé e Príncipe), Dr. Alexander Mizzi (Co-agente e advogado de Malta), Capitão Kursad Öztürk (Ship-proprietário Representante), Sr. Alejandro Camacho González (assistente legal para a delegação de Malta), o Sr. Metin Düzgit (Ship-proprietário Representante), Ms. Rana Hatata (PCA Assistente Consultor Jurídico).The Duzgit Integrity Arbitration (The Republic of Malta v. The ...

SÃO TOMÉ AINDA NÃO COMEU COM A MARTELADA MAS O TRIBUNAL SUECO DEIXOU CAMINHO ABERTO A QUE VENHA A SER PENALIZADO 


Tal como é referido em comunicado,  distribuído na Intermet, citado atrás neste site,  - O Tribunal Arbitral de Haia decidiu, por maioria, que Malta tinha o direito de exigir reparação em relação a alguns dos pedidos em uma fase posterior deste arbitragem
.
O Tribunal ordenou que as despesas do Tribunal deverão ser pagas em igual proporção pelas partes e que as partes suportem as respectivas despesas legais

Sobre os factos, o Tribunal constatou que a Duzgit Integridade não tinha a autorização prévia que eram exigidas pela legislação nacional de São Tomé para realizar a transferência STS pretendido. Mas, por outro lado, desculpabiliza o mestre da Duzgit Integrity, alegando  que este tinha indicado repetidamente a sua vontade de se deslocar para fora  do Mar territorial de São Tomé para fazer a transferência.

O Tribunal considerou, por unanimidade, que as medidas tomadas por São Tomé em 15 de Março de 2013 - a detenção do navio, solicitando o mestre  para explicar as circunstâncias, e impondo o IMAP bem - caíram bem dentro do enquadramento  legal das suas leis 

O Tribunal considerou, por maioria, no entanto, que as outras sanções impostas por São Tomé - a prolongada detenção do capitão e do navio, as sanções monetárias e apreensão de toda a carga - quando considerados em conjunto, não poderia ser considerado como proporcional ao considerar a ofensa original ou o interesse de garantir  respeito pela soberania de São Tomé. O Tribunal considerou, por maioria, que a desproporcionalidade era tal que rendeu o efeito cumulativo das sanções incompatíveis com o das responsabilidades de uma soberania do Estado exerce sobre a base no artigo 49 da Convenção. Consequentemente,

O Tribunal decidiu, por maioria, que Malta tinha o direito de exigir reparação em relação a alguns dos pedidos em uma fase posterior deste arbitragem. Press release dated 12 September 2016 - Permanent Court of ........ Traduzir esta página 

APENAS A PONTA DE UM COLOSSAL ICEBERGUE NA PIRATARIA DO CONTRABANDO INTERNACIONAL  - DESDE COMBUSTÍVEIS A EQUIPAMENTOS  . COM RAMIFICAÇÕES INTERNAS E EXTERNAS

Em Março de 2013, a guarda-costeira santomense, consegue aperceber-se, através  do radar, da entrada ilegal nas suas águas territoriais de dois navios petroleiros: o  “Marida Melissa”,  sob a  bandeira de Malta e o . “Duzgit Integriy , identificado pelo seu pavilhão  das ilhas Marshall.

Segundo declarações, então proferidas pelo comandante da guarda costeira,  um dos navios era proveniente de Angola. O destino não era São Tomé e Príncipe, e outro cuja proveniência era desconhecida tinha São Tomé como destino. Ambos os navios foram capturados, depois de uma alegada tentativa de inviabilizar uma trasfega de 1.500 toneladas de combustível, bem como vários tipos de equipamento. 


"Saímos com destino a uma patrulha, a volta de São Tomé e Príncipe  e detectamos dois navios, mandei aproximar o navio para identificar o tipo de navio»  “ Não queriam colaborar e fomos obrigados a advertir que em caso de advir qualquer situação difícil nós não nos responsabilizávamos. Entraram ilegalmente num país e devem obedecer às leis e acatar as ordens das autoridades » declarou o Capitão de Fragata, Idalécio João.18/03/2013 Excertos de Guarda Costeira apreende dois navios petroleiros | Téla Nón

FISCALIZAÇÃO COSTEIRA - LOGRA  FEITO NUNCA ANTES ALCANÇADO E BARALHAM ALTOS NEGÓCIOS DE CUMPLICIDADES INTERNAS  - Num espaço marinho 180 vezes maior que a terra. - Autoridades  locais, longe de imaginarem que iam desmontar um dos habituais negócios subterrâneos com tentáculos externos e internos

24/10/2013  A Guarda Costeira, foi homenageada pela Assembleia Nacional, pela sua bravura na detenção dos barcos petroleiros que operavam ilegalmente nas águas nacionais e na prática de contrabando. No fecho da sessão plenária, por unanimidade os deputados votaram uma resolução que homenageia a Guarda Costeira.

Ainda em fase de construção, a guarda costeira de São Tomé e Príncipe, sem meios suficientes, conseguiu pela primeira vez deter barcos que operavam ilegalmente nas águas são-tomenses.
Barcos petroleiros, que na base de um acordo secreto, desde o ano 2011, faziam transbordo de combustíveis na costa são-tomense, sem o conhecimento das autoridades competentes do país. Um negócio secreto, que não rendeu qualquer tostão para o Estado são-tomense. Guardas do mar de STP foram homenageados pelo Parlamento | Téla ...

TRIBUNAL SANTOMENSE DECIDIU SEVERA PUNIÇÃO – QUE AGORA UM TRIBUNAL INTERNACIONAL INVIABILIZA, COLOCANDO-SE AO LADO DOS MAFIOSOS CONTRABANDISTAS INTERNOS E EXTERNOS São Tomé 27 Mar. (Lusa) - O Ministério Público são-tomense pediu hoje a condenação para os comandantes dos dois petroleiros apresados na costa do arquipélago em "atividades ilegais Ministério Público são-tomense pede condenação dos comandantes ..

É mais que sabido, que as altas esferas judiciais, no chamada aldeia global, estão ao serviço da nova Ordem do Liberalismo Selvagem, servindo os seus desígnios e não os das populações ou dos países mais pobres e desfavorecidos.

O tempo em que, o Tribunal de Haia ou o Prémio Nobel, eram olhados como instituições respeitáveis e credíveis, já passou à história – Está tudo pervertido e conspurcado pela influência de poderosos lóbis (lobos) internacionais e nos tentáculos dos seus testas de ferro, que se estendem por todo o planeta. que fazem dos pequenos países, sacando-lhes as riquezas em proveito de interesses privados, meras peças de um mero tabuleiro.

O Tribunal decidiu, por maioria, que Malta tinha o direito de exigir reparação em relação a alguns dos pedidos em uma fase posterior deste arbitragem. Press release dated 12 September 2016 - Permanent Court of ........ Traduzir esta página

OBSERVADOR - "A batalha legal entre as duas pequenas ilhas começou depois de as autoridades de São Tomé e Príncipe terem apreendido, em março de 2013, o navio "Dugzit Integrity", de 7,8 toneladas, e detido o capitão da embarcação ao largo da costa são-tomense depois de uma alegada tentativa de inviabilizar uma trasfega de combustível.”São Tomé e Príncipe terá de pagar indemnização a Malta por disputa marítima

UM DIA A BOMBA AINDA HAVERÁ DE ESTILHAÇAR

Por certo, que um dia a bomba haverá de rebentar, e talvez maior do que aquela que, Patrice Trovoada, disse querer colocar a Pinto da Costa no Palácio Presidencial, agora consumada com a eleição fraudulenta de Evaristo Carvalho –  

Como é sabido, a Guiné-Bissau está ameaçada não só pelo tráfico de droga e o crime organizado mas também por uma “política hegemónica” e divisões no seio dos partidosDrogas e crime ameaçam recente estabilidade na Guiné-Bissau - Unric. EUA acusam chefia militar da Guiné-Bissau de tráfico de droga 

MAU DE MAIS – (…) Ou seja, o primeiro-ministro achincalhou e humilhou, publicamente, com a sua decisão, os nossos tribunais e, mais grave ainda, colocou em causa a decisão tomada pelo mesmo ao contrário daquilo, aliás, que o próprio Tribunal Internacional de Haia concluiu. Isto é surreal! O senhor primeiro-ministro quer processar criminalmente um tribunal nacional que tomou a decisão de punir os responsáveis do navio “Duzgit Integrity” que, aparentemente, praticava uma ilegalidade no nosso espaço territorial marítimo, de acordo com a legislação nacional e internacional  neste âmbito. http://www.telanon.info/destaques/2016/09/19/22783/mau-demais/

DIVIDIR PARA REINAR

S. Tomé vai pelo mesmo caminho: há um partido maioritário, que detém os poderes absolutos: desde a justiça, às policias e militares, à Presidência da República e há um partido na oposição, fundador da nacionalidade santomense, dividido por cumplicidades do atual  PM Patrice Trovoadas e seus correlegionários..Patrice- “Juízes medíocres podem ser úteis noutros sectores...Patrice Trovoada, o maior estratega político da atualidade

Por habilidades de um tal Trovoada filho, que, no ano passado, Patrice só cá esteve 75 dias em 2015- Viagens custaram 1 milhão e .

Sim, o mesmo PM, que  já fazia o mesmo antes de o terem posto andar, no primeiro mandato, tendo chegado  a ser  acusado pelos seus críticos de ter governado o país durante trinta meses a partir do estrangeiro. Continua a viajar pelas Américas, Ásia, África e Europa. 


AFINAL, LÁ SE SAFOU – QUEM TEM BONS PADRINHOS NÃO MORRE MOIRO - Patrice Trovoada deve ser interrogado esta quinta – feira pelo MP 16 Jul 2014Um edital do Ministério Público afixado num dos edifícios públicos da capital são-tomense, anuncia que o Presidente da ADI, Patrice Trovoada deve comparecer esta quinta-feira, 17 de julho pelas 14 horas e 15 minutos, na Procuradoria-Geral da República, a fim de ser ouvido em interrogatório. 16 Jul 2014Patrice Trovoada deve ser interrogado esta quinta – feira pelo MP ...

São as simpatias granjeadas que têm custeado as suas viagens? "Eu continuo a viajar sem o dinheiro do Estado, como eu digo, sabe a promoção da imagem do país é fundamental. As pessoas têm que saber onde é que está São Tomé e Príncipe, quê que São Tomé e Príncipe tem a dar ao mundo. E a política de mão estendida, de pedinte, já não resulta.(…)Publicado em 03 Abr 2013 Pinto da Costa mandou Patrice Trovoada fugir de STP  



O COMANDANTE DO PETROLEIRO DISSE  QUE SABIA QUEM LHE HAVIA  DADO  AUTORIZAÇÃO ...MAS NÃO QUIS FAZER A REVELAÇÃO NO TRIBUNAL   - E POR QUE RAZÃO ESCONDEU A VERDADE? ...




Nessa altura, Patrice Trovoada, encontrava-se ausente do pais, devido ao seu afastamento politico, o que certamente  não impediria de movimentar as suas influencias e cordelinhos nas ilhas, como, aliás, se provou com a sua reeleição por maioria absoluta   

– Todavia, atente-se neste fato curiosíssimo: é que, durante o julgamento, o comandante do Barco afirmou que tinha autorização de uma alta entidade nacional para fazer transbordo de combustível na nossa ZEE. O Juiz insistiu que dissesse o nome dessa entidade, mas ele recusou perentoriamente.

Durante o julgamento o comandante do Barco afirmou que tinha autorização de uma alta entidade nacional para fazer transbordo de combustível na nossa ZEE. O Juiz insistiu que dissesse o nome dessa entidade, mas ele recusou – Por sua vez, o Sargento da marinha que comandou a lancha na operação, testemunha ocular dos facto, quando chegou a sua vez de falar, não disse nada, ao ponto do Advogado  Posser ter que berrar com ele porque era a peça chave como testemunha, mas não disse quase nada. Conclui-se ai que havia trabalho nos  bastidores e silêncio absoluto


JUIZ CALUNIADO E AFASTADO POR NÃO SER DA CONFIANÇA DOS PARTIDÁRIOS E ACÓLITOS DA TRIBO - REPRESÁLIAS SOBRE O MAGISTRADO QUE DECIDIU CONTRARIAR JOGOS SUJOS - UM DOS PRIMEIROS A SER SANEADO PELA FÚRIA INTOLERANTE DA ADI E SEU LÍDER PATRICE TROVOADA

É sempre assim, quando se quer queimar  alguém, atira-se o labéu de pedófilo: foi o que fizeram ao juiz que se bateu pela exemplar punição à pirataria dos petroleiros – http://jornaltransparencia.st/sociedade8154.htm

Eis o que se comentou, a este propósito, em 25 de Junho de 2014: “um punhado de interesseiros da politiquice afectos a determinado partido político de STP, e que agem por vingança devido ao incómodo caso barcos do contrabando que este senhor juíz julgou, são alguma vez os tribunais e as leis? O julgamento de alguém é feito alguma vez pela opinião pública? Que noções de direito de leis e instâncias judiciais, é que são estas? https://www.facebook.com/AgirSTomeEPrincipe/posts/246832385516614

É sempre assim, quando se quer queimar alguém, atira-se o labéu de pedófilo: foi o que fizeram ao juiz que se bateu pela exemplar punição à pirataria dos petroleiros – http://jornaltransparencia.st/sociedade8154.htm  - Esta provocação é useira e vezeira pelos correligionários de Patrice Trovoada, um dos elementos do seu gabinete, que agora é assessor de Evaristo Carvalho, ao reagir aos meus artigos incómodos

Augerio Amado Vaz Sinceramente; "O palhaco do tranbiqueiro Marques tambem fungiu de sao Tome por ter tentado violar um menor, o tipo alem de panina gosta de menor. No entretanto ninguem tem nada com a vida dele. Senhor Trapaca Marques se es homem vem a STP."

O  caso foi julgado pelo Juiz Alberto Monteiro, considerada,  como exemplar:
. «Este tribunal singular julga procedente a acusação do ministério público e em consequência condena os arguidos em co-autoria material de um crime de contrabando previsto e punido pelo artigo 274 do código penal na pena de 3 anos de prisão a cada um, na taxa de justiça de 100 mil dobras», declarou o juiz Alberto Monteiro.

(…)A sentença do Juiz Alberto Monteiro. «Nos termos do artigo 104 número 1 primeira parte do código penal, declaro perdidos a favor do Estado são-tomense os navios “Marida Melissa” e “ Duzgit Integriy” e toda a carga e mercadorias que os mesmos têm a bordo bem como as respectivas documentações», anunciou o juiz.

(…) Guilherme Posser da Costa, advogado de acusação considera que a justiça são-tomense fez história. Pediu que os réus não fossem condenados a prisão efetiva, porque considera que os verdadeiros responsáveis, pelo contrabando que estava a ser realizado nas águas territoriais de São Tomé e Príncipe, estão ausentes do paísTribunal confirmou crime de contrabando numa sentença exemplar contra os petroleiros 29 Mar 2013  


OS SUECOS TÊM MUITO PODERIO E BAZÓFIA - "A Stena Oil acusa o país lusófono de comportar-se como um "Estado pirata" e de estar a tentar enriquecer através da "apreensão ilegal de propriedade estrangeira".


A Stena Oil mantém a sua intransigente atitude de não reconhecer a soberania do Estado são-tomense sobre o seu território terrestre e marítimo, e as leis, o seu direito interno preferindo persistir nas suas comunicações numa atitude de desrespeito ao Estado soberano e de permanente ameaça de promover campanha para boicotar ajuda internacional ao Estado são-tomense. Por conseguinte deixou de existir quaisquer condições para manter o diálogo (...)", decidiu o Conselho de Ministros. http://www.rtp.pt/noticias/economia/multinacional-stena-oil-acusa-sao-tome-e-principe-de-vender-ilegalmente-crude-de-petroleiro-apreendido_n689794

HABILIDADES DE PATRICE  - Escândalo espreita o Banco Central Tudo por causa do procedimento alegadamente inconstitucional, e pouco transparente adoptado pelo Banco Central para emissão de novas notas da moeda nacional, a dobra. http://www.telanon.info/politica/2016/04/18/21615/escandalo-espreita-o-banco-central/



07/06/2013 Forte suspeita de lavagem de dinheiro recai sobre  Patrice Trovoada “A pessoa em causa também assina o recibo confirmando a recepção do montante em cash. Levou o dinheiro para o Gabão, para ser depositado na conta número 81011146011-03, devidamente especificada no recibo. O LEITOR DEVE CONSULTAR O RECIBO QUE INDICIA LAVAGEM DE DINHEIRO CLIQUE –RECIBO DA TRANSACÇÃO  Téla Nón - Forte suspeita de lavagem de dinheiro recai sobre o ex-Primeiro ...

VEJA-SE O QUE DISSEMOS AINDA RECENTEMENTE NESTE SITE

«STP tem “organizações criminosas com ligações a células que actuam em países estrangeiros”»


A noticia é veiculada  pelo Téla Nón, referindo que “ a denúncia e o alerta nacional foram feitos pelo Comandante Geral da Polícia Nacional nas celebrações no último sábado 27 de Agosto,  no seu discurso por ocasião do 41º aniversário da institucionalização da Polícia Nacional




(...) O Super Intendente Samuel António, chamou a atenção das autoridades nacionais para o fenómeno do terrorismo que ameaça devastar o mundo e fez saber que São Tomé e Príncipe não está imune. Ao terrorismo juntam-se outras ameaças como o trafico de drogas e de seres humanos, reforçou o Comandante Geral da Policia Nacional.

«A sociedade são-tomense compadece actualmente com a presença de organizações criminosas com ligações a células que actuam em países estrangeiros», denunciou o Super Intendente Samuel António.

O Chefe da Polícia Nacional, prosseguiu. «Importa referir que o perfil do homem são-tomense está a mudar, pelo que é cada vez mais notória a presença de são-tomenses envolvidos em situações de crime organizado».

Uma sociedade em mutação e marcada segundo a polícia pelo aumento da criminalidade. «Uma sociedade onde acentua-se a degradação dos valores morais e civilizacionais com repercussão para o aumento do crime, pondo em causa a autoridade do Estado e o normal funcionamento das instituições democráticas», frisou o super intendente. – Excerto da noticia de Abel Veiga«STP tem “organizações criminosas com ligações a células que actuam em países estrangeiros”»

Nenhum comentário :